Voltar

Sónia Pereira

35 anos Mama, 2011, Doente
Em outubro de 2011, o meu mundo foi abalado com a palavra que mais temia desde criança: cancro na mama. A minha madrinha e a minha mãe faleceram há mais de 20 anos com esta doença por isso podem imaginar o que me passou pela cabeça. Chorei ao lado do meu marido, chorei sozinha debaixo do chuveiro até um dia que decidi que vou vencer esta batalha, não vou baixar os braços, tenho uma filha linda que merece que eu lute com toda a minha força. Comecei a luta com 8 sessões de quimioterapia, sempre com um sorriso nos lábios, muita energia positiva, muitos amigos e familiares a apoiarem. No dia 7 de maio de 2012 fui operada, fizeram a mastectomia e a remoção dos gânglios linfáticos e foi um êxito, de tal forma que já estou em casa e a escrever este testemunho. Não sei o que aí vem mas podem ter a certeza que vou estar à espera com um sorriso. Quero também lembrar a quem quiser ler este testemunho que não estamos sós, só temosque pensar positivo e acreditar em nós. Se eu consigo você também consegue.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Como tenho antecedentes familiares com cancro da mama, comecei a fazer exames de rotina aos 35 anos.E foi aos 40 anos, após um desses exames de rotina,...Felícia Ferreira, 55 anos, Mama, 1998Ler mais
  • Faz esta semana um ano que recebi uma das piores notícias da vida: tinha cancro de mama. Foi um turbilhão de emoções, de perguntas, enfim, muita coisa....Teresa Porto, 29 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Em janeiro de 2005 apercebi-me de um inchaço na mama esquerda, consultei o médico (…). Fiz anti-inflamatórios, antibióticos, mas nada, até que...Sandra Santos, 43 anos, Mama, 2005Ler mais
  • Tinha 42 anos, um marido maravilhoso, dois filhos lindos de 17 e 12 anos, família e amigos e nada me fazia desconfiar do que estava para vir. Fui fazer...Maria Soares, 43 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Tinha acabado de saber que a minha filha ia ser internada para fazer uma laparoscopia com vista a determinar as causas da infertilidade com que lutava há...helena santos, 56 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Cancro - medo, morte, desespero, dor, solidão... Para mim, que me vi confrontada com um cancro de mama, sem qualquer tipo de sintomas numa rotina de...ILIDIARIBEIRO, 50 anos, Mama, 2004Ler mais
Apoios & Parcerias