Porque quem precisa, precisa de nós!

Contribua com o seu donativo
Voltar

Teresa

31 anos Colo-Rectal (Intestino), 2011, Familiar
O meu Pai foi diagnosticado aos 56 anos, num dia de festa que deveria ter sido muito feliz. Chorei (choramos) tudo o que havia para chorar naquele dia e não mais: a partir daí, cabeça erguida, cara alegre e toda a coragem e fé do mundo. Hoje, mantemos os olhos abertos e o espírito atento, mas já voltamos a chorar ao ouvir a palavra "cura". Continuamos juntos porque isso é ser Família e a olhar para a frente porque esse é o caminho.
 
Voltar

Outros Testemunhos

  • Em maio de 2011, o mundo caiu em cima da minha cabeça, os meus pés ficaram sem chão, foi diagnosticado um cancro colo-rectal à minha mãe, com...Lara, 40 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2011Ler mais
  • O meu marido nunca teve qualquer problema de saúde. Tinha 43 anos e era desportista, tendo hábitos de vida muito saudáveis. Em janeiro de 2011 começou a...Ana Queiroz, 41 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2011Ler mais
  • Em 2013 foi diagnosticado cancro nos intestinos ao meu pai... Foi tudo tão repentino e apareceu como que do nada. Durante algum tempo nem a palavra...Susana Oliveira, 43 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2013Ler mais
  • Cancro do rim em 1999. Cancro do cólon em 2010. Recidiva do mesmo cancro em 2012 (há dois meses). Encontro-me à espera de nova operação dentro de pouco...Virgilio, 68 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2010Ler mais
  • Neste momento, encontro-me a realizar tratamento para o cancro colo rectal, diagnosticado em abril de 2013. Em breve serei operada, após ter realizado 11...Isabel, 34 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2013Ler mais
  • Sou testemunha não só de cancro colorretal como de cancro no cérebro. O meu pai teve a sorte de morrer com qualidade no IPO (tumor cerebral), mas até...Laura Castanheira, 38 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2006Ler mais
Apoios & Parcerias