Voltar

Vera Pedro

34 anos Mama, 2012, Doente
No dia 9 de março de 2012 foi-me diagnosticado um cancro da mama. Nesse dia parecia que tinha chegado o fim de tudo, que tinha chegado a minha hora mas tal não aconteceu, passado um ano estou aqui com muita força para continuar a lutar. Foi o pior ano da minha vida, quimioterapia, mastectomia total com reconstrução imediata e radioterapia. Foi um ano de muita dor física mas a psicológica foi a pior, mas acreditem que se eu consegui, todos vós conseguem. A minha melhor amiga faleceu há uns anos atrás com cancro da mama e eu nunca pensei que tal doença me viesse bater a porta porque achava que era saudável e fazia as minhas consultas de rotina, mas enganei-me porque bateu à minha porta, entrou sem pedir autorização. Mas hoje estou aqui para vos dar um testemunho de esperança porque não posso dizer que é fácil mas posso dizer que é superável, com o apoio familiar e dos amigos é muito mais fácil. É meu hábito dizer que não foi fácil, mas sem a família e amigos teria sido muito mais difícil. E acreditem que a força interior e a fé do doente oncológico é muito importante para a recuperação e eu sou prova disso mesmo. O meu lema de vida hoje é viver um dia de cada vez sem planos para o dia de amanhã.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Tenho 38 anos acabados de fazer e fiz há menos de um mês mastectomia radical. Vou fazer quimioterapia. Tenho medo! Sinto revolta! Não...Raquel Almeida, 38 anos, Mama, 2016Ler mais
  • Tenho cancro da mama, diagnosticado há cerca de um ano. Acho muito importante a partilha de experiências, pois muitas das vezes aqueles que nunca viveram...Isa, 46 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Antes de mais, olá a todas(os)! Quero deixar o meu testemunho para que saibam que pensamento positivo e atitude positiva podem e fazem a diferença! Nunca...Verónica Domingos, 25 anos, Mama, 2013Ler mais
  • Olá companheiros de guerra, o meu primeiro cancro de mama apareceu aos 23 anos, foi detectado precocemente, retiraram-me o nódulo, fizeram-me o...Andrea Gomes, 34 anos, Mama, 2001Ler mais
  • Conheço de perto a realidade do cancro, concretamente do cancro da mama, uma vez em que em casa tenho uma pessoa muito próxima, a minha avó paterna, que...Diogo Campos, 18 anos, Mama, 1992Ler mais
  • Tinha 30 anos, uma vida inteira pela frente e a certeza de que iria ver a minha filha, que na altura tinha 2 anos, a crescer. Um dia, no duche, senti um...Ana Marques, 32 anos, Mama, 2011Ler mais
Apoios & Parcerias