Voltar

Vera Vilar

30 anos Mama, 2009, Doente
Em novembro de 2009 foi-me diagnosticado cancro da mama. O meu primeiro pensamento? Pensei que ia morrer... O mundo desabou a meus pés, depois a esperança fez-me ter forças para o reerguer. Todo o processo que se seguiu foi lento e caraterizado por um misto de emoções. Depois da operação e dos inúmeros exames médicos, seguiu-se a quimioterapia, a radioterapia e a braquiterapia. O IPO passou a ser a minha segunda casa. Foi um período bastante difícil, mas sempre pautado pela esperança... Pensar no futuro, nas coisas que ainda não tinha feito e queria muito fazer, deram-me as forças que eu precisava para continuar a lutar, juntamente com as pessoas que sempre lutaram comigo... E conseguimos... Venci o cancro e sou uma pessoa completamente diferente... Hoje quero viver intensamente e não deixar nada por fazer... A minha mensagem para quem está a passar pelo mesmo é a mesma que eu um dia ouvi - enquanto estivermos vivos, temos o dever de fazer de tudo para assim continuarmos... Muita força para todos e acreditem que vão vencer... Como eu sempre acreditei... “A vida não mede o tempo, mas o emprego que dele fazemos”.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Tinha acabado de saber que a minha filha ia ser internada para fazer uma laparoscopia com vista a determinar as causas da infertilidade com que lutava há...helena santos, 56 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Fui diagnosticada com cancro inflamatório da mama, em dezembro de 2013. Com uma filha de 3 anos e meio, não me restou senão...Vera Fernandes, 34 anos, Mama, 2013Ler mais
  • “Há coisas que se podem escrever quando já não dói ...”Não há datas mágicas, mas já lá vão cinco anos.No dia 18 de janeiro de 2006, ouvi a...Graça Luzia, 49 anos, Mama, 2005Ler mais
  • Olá, sou a Vânia e espero que com o meu testemunho possa ajudar algumas pessoas! Numa manhã, quando me espreguiçava ao sair da cama encontrei um papinho...VANIA FERREIRA, 28 anos, Mama, 2010Ler mais
  • Desde que me conheço como mulher que tenho nódulos/quistos nos peitos. Daí fazer todos os anos, desde há muito tempo atrás, os respetivos exames de...Maria, 48 anos, Mama, 2009Ler mais
  • Com 48 anos, robusta e saudável, fui fazer a mamografia e ecografia de rotina. A demora do médico a observar e a comparar as radiografias, o pedido à...Maria Oliveira, 52 anos, Mama, 2008Ler mais
Apoios & Parcerias