Voltar

Vitória Soares

52 anos Mama, 2010, Doente
Olá a todos! Resolvi também colaborar com o meu diagonóstico, visto que aprendemos uns com os outros. Foi-me diagonosticado um tumor na mama esquerda em agosto de 2010, nos exames de rotina. Qual o meu espanto quando a técnica da clínica, ao ver os exames anteriores que tinham sido feitos em 2008, me diz que eu tinha alguma coisa no peito esquerdo! Entrei em pânico pois o relatório não tinha nada escrito para o médico de família ver. Então fiz nova mamografia, de seguida uma ecografia, e lá estava o tumor. Foram feitos os procedimentos normais! Fui encaminhada e desde então já fui operada no início deste ano e tudo correu bem! Agora faço radioterapia e está tudo a correr bem. Apesar de todo o susto, o meu tumor estava no início e bem localizado. Com isto tudo quero dizer: não desesperem; há sempre esperança. Beijinhos a todos os que sofram com uma situação destas! E tenham calma.
Voltar

Outros Testemunhos

  • (...) Estava envolvida num projecto profissional intenso em Lisboa, faltava-me tempo para parar e pensar... Mas estava muito assustada com o nódulo no...Fernanda Simões, 46 anos, Mama, 2005Ler mais
  • Boa noite. Tenho cancro de mama desde 2006, tinha apenas 38 anos, tendo feito cirurgia, quimioterapia e radioterapia durante os anos de 2006 e 2007. Devido...Maria Mendonça, 43 anos, Mama, 2006Ler mais
  • Em outubro de 2011, o meu mundo foi abalado com a palavra que mais temia desde criança: cancro na mama. A minha madrinha e a minha mãe faleceram há mais...Sónia Pereira, 35 anos, Mama, 2011Ler mais
  • Em Novembro 2016 e sem sequer imaginar o que estaria por vir deparei-me com um diagnóstico devastador... Estava sozinha só eu e a...Elisabete Duarte, 41 anos, Mama, 2016Ler mais
  • Em 2003 fui surpreendida com um cancro da mama, mas posso dizer que além do choque existia uma leve calma. Fui operada três vezes em apenas 4 meses. Tive...Manuela Moreira, 49 anos, Mama, 2003Ler mais
  • Decorridos oito anos, ainda consigo trazer para o papel um percurso duro na sua essência mas repleto de força, a força que nos chega das gargalhadas que...Fátima Bernardo, 47 anos, Mama, 2007Ler mais
Apoios & Parcerias