Voltar

Almerinda Marta

36 anos Colo-Rectal (Intestino), 2010, Familiar
É com grande tristeza que eu estou a dar o meu testemunho pois infelizmente perdi a minha mãe em 7 meses, com um tumor no recto. Sinto-me derrotada pois era uma luta nossa. Eu estive sempre presente em tudo desde que lhe foi diagnosticado o tumor (fui a primeira a saber). Não me quero lembrar o que senti, mas ao mesmo tempo senti uma força de lutar. Eu nunca deixei que ela se apercebesse de nada. A minha mãe tinha uma colostomia e nunca foi ela a mudar-se pois ela não era capaz. Fui sempre eu em tudo: na medicação, nas consultas, nos tratamentos... estávamos sempre juntas até quando ela morreu. (...) Só uma coisa me consola, é que nestes 7 meses que a minha mãe esteve doente eu fui filha, mãe, médica, enfermeira, e uma grande amiga para ela. Fiz tudo. Por isso digo a todos os familiares de pessoas doentes que não basta perguntar se está melhor, e dizer "força". Façam mais que isso e nunca os deixem sentirem-se sozinhos. E não deixem de tratar deles por não terem coragem de terem que lhes fazer algum tipo de higiene porque para eles é melhor sermos nós a cuidar deles. Eu tive uma grande experiência pois tratei de tudo e sempre a cantar porque ela gostava de cantar. É isso que me faz sentir bem e me consola - eu cuidei da minha mãe.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Nestes quase dois anos aprendi a aceitar a minha doença mas não me deixei consumir por ela. Sou uma mulher feliz, na mesma, mãe de dois...Alexandra Guterres, 43 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2014Ler mais
  • O meu testemunho não tem um final feliz, mas não queria deixar de homenagear a coragem de um pai que mesmo contra todos os diagnósticos nunca acreditou...Andreia Pires, 29 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2010Ler mais
  • Foi diagnosticado um cancro ao meu companheiro. Os médicos aconselharam que fosse operado o mais rápido possível. Tratámos de tudo para que a...Ana S, 41 anos, Colo-Rectal (Intestino)Ler mais
  • Durante dois anos lutei com o meu querido pai contra a doença que, infelizmente acabou por ser mais forte.Contudo, tenho de enaltecer a força e a...Sofia Nobre, 28 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2010Ler mais
  • Foi a insistência do meu médico de família (bem-haja por isso!) que me levou a fazer a colonoscopia que revelou uma lesão maligna no intestino. Fui...Maria Pereira, 60 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2011Ler mais
  • Neste momento, encontro-me a realizar tratamento para o cancro colo rectal, diagnosticado em abril de 2013. Em breve serei operada, após ter realizado 11...Isabel, 34 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2013Ler mais
Apoios & Parcerias