Voltar

Almerinda Marta

36 anos Colo-Rectal (Intestino), 2010, Familiar
É com grande tristeza que eu estou a dar o meu testemunho pois infelizmente perdi a minha mãe em 7 meses, com um tumor no recto. Sinto-me derrotada pois era uma luta nossa. Eu estive sempre presente em tudo desde que lhe foi diagnosticado o tumor (fui a primeira a saber). Não me quero lembrar o que senti, mas ao mesmo tempo senti uma força de lutar. Eu nunca deixei que ela se apercebesse de nada. A minha mãe tinha uma colostomia e nunca foi ela a mudar-se pois ela não era capaz. Fui sempre eu em tudo: na medicação, nas consultas, nos tratamentos... estávamos sempre juntas até quando ela morreu. (...) Só uma coisa me consola, é que nestes 7 meses que a minha mãe esteve doente eu fui filha, mãe, médica, enfermeira, e uma grande amiga para ela. Fiz tudo. Por isso digo a todos os familiares de pessoas doentes que não basta perguntar se está melhor, e dizer "força". Façam mais que isso e nunca os deixem sentirem-se sozinhos. E não deixem de tratar deles por não terem coragem de terem que lhes fazer algum tipo de higiene porque para eles é melhor sermos nós a cuidar deles. Eu tive uma grande experiência pois tratei de tudo e sempre a cantar porque ela gostava de cantar. É isso que me faz sentir bem e me consola - eu cuidei da minha mãe.
Voltar

Outros Testemunhos

  • Vai fazer 5 anos que me foi diagnosticado um cancro no cólon. Nesse dia (1/3/2011) o meu mundo virou-se do avesso e a incerteza quanto ao que se iria...Maria Pereira, 63 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2011Ler mais
  • O meu marido nunca teve qualquer problema de saúde. Tinha 43 anos e era desportista, tendo hábitos de vida muito saudáveis. Em janeiro de 2011 começou a...Ana Queiroz, 41 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2011Ler mais
  • Em 2002, com 37 anos, foi-me diagnosticado adenocarcinoma do endocolo, na sequência do qual fui submetida a histerectomia total e 4 sessões de...Maria ferreira, 47 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2011Ler mais
  • Aos 17 anos eu e a minha irmã fizemos um teste genético devido aos vários casos de cancro do intestino na família. Aí foi...Lúcia Marçal, 26 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2014Ler mais
  • Sou o Vítor e, com 32 anos, foi-me diagnosticado cancro colo-rectal, a incidência estava localizada a 4 cm do anel rectal ou esfíncter, e a previsão...Vitor Silva, 34 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2010Ler mais
  • A minha situação, até me ser diagnosticado o cancro, era igual a muitos outros: não me vai acontecer ou não tenho sintomas que me levem a julgar que o...Romão Capinha, 63 anos, Colo-Rectal (Intestino), 2008Ler mais
Apoios & Parcerias